sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Vamos passear?

Gente do céu! Eu não pensei que minha filha era tão anti-social, mas fiquei assustada.
Esses dias eu fui no shopping center, comprei um carrinho e estava com a alça quebrada, fui trocar. Chegando lá as vendedoras a viram no carrinho e logo chegaram para paparicar minha filha: Aaah, que linda! Nossa, que fofinha... E por aí foi.
Nossa pra quê? Na mesma hora ela abriu um berreiro, mas sabe AQUELE berreiro em que até a cara da bichinha ficou irreconhecível, pois é, foi este mesmo! Tive que pegá-la, fazer carinho, falar que está tudo bem, essas coisas de mãe, ela acalmou, demorou, mas acalmou.
Okay, pensei que foi um acaso do destino, até porque eu fiquei empurrando o carrinho e talvez ela tenha pensado que eu não estava mais lá, sentiu minha falta, enfim.
Mas hoje, bom, hoje não foi assim. Fui de novo no tal shopping center, de cara ela já ficou irritada, então fui direto fazer o que tinha que fazer.
Mas na verdade não teve como fazer nada. Chegando na primeira loja que pude entrar, peguei ela no colo e de repente, quando ela enfim viu a vendedora BUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAAAH MAMAMA AAAAA BUAAAAA
hahaha tadinha! Ela não parou mais, então o que fiz? Voltei para casa ué, 10 minutos após ter saido! Bom, como disse o meu obstetra quando a tive: Vai para a casa e mostra quem manda!
E não é que eu, que pensei que nunca receberia ordens, tenho que obedecer à risca? E ainda por cima acho bom! haha
Pois é, pois é.... sem contar a noite que eu tive, né? Como disse antes: Que noite perfeita, perfeita para esquecer. Mas essa, deixa para a próxima.

3 comentários:

  1. é, encontrou alguém que manda em você agora né? auehiaueh mas quando ela voltou pra casa voltou a ser o amorzinho de sempre. Riu, brincou...

    ResponderExcluir
  2. Elisa, acho que as crianças são sensiveis e mais naturais quando elas estão na frente de pessoas ou lugares que não gostam. Se elas sentem algo de negativo, logo vão nos dizer, alias elas não sabem formular com palavras, mas sim com choro. Sua filha te provou duas vezes que não se sente bem neste lugar ou com estas pessoas. Sera que é caprixo ou realmente ela não se sente bem, mesmo?
    ja tive varias reaçoes destas com os meus. um dia estava passeando na rua e meu filho olhou para a cara de um homem que passava ao nosso lado e simplismente ele abriu um berredo ao vê-lo. Pessoalmente, sempre achei que as crianças veem coisas que nos nao vemos ou sentimos.
    claro que é chato para nos estas situaçoes. mas eu penso que não os chamamos de anjinhos por acaso.
    abraços

    ResponderExcluir
  3. Carine, é só colocar ela no carrinho e quando ela vê a entrada do shopping já fica agitada, não gosta.
    Ontem percebi que ela não gosta é de lugares fechados, com muita gente, de modo que ela se distraia.
    Ela é bem natureba, gosta mesmo é de ar livre e natureza.
    Agora que já sei, aprendi e vou praticar mais saídas à praças, enfim.
    No entanto, percebi que quando uma moça a pediu para segurá-la ela foi um anjinho, até sorriu, mas aí saiu um homem do provador, quando ela o viu começou a chorar muito. O que pode significar também que é a energia das pessoas que a incomoda.
    Concordo com você, também creio que nossos filhos, nossas crianças sabem identificar o verdadeiro eu de uma pessoa.

    ResponderExcluir