domingo, 13 de fevereiro de 2011

Dia de cinema

Todas nós mães sabemos que ir ao cinema tendo cria é impossível! Se não temos com quem deixar nossos filhos, então cinema só daqui uns 3 anos, no mínimo.
No meu caso, graças a Deus, tive uma fuga! Minha irmã está em casa, como disse anteriormente eu acho e a minha filha tem a rotina de dormir todos os dias por volta das 18 horas e acorda apenas às 6 horas da manhã, claro que ela acorda para mamar. Então tudo foi estratégicamente calculado.
Combinei com minha irmã: Julia dorme às 18, eu me arrumo às 18:30 e chego na sessão das 19:15!
Ah, que maravilha, tudo pronto para dar certo e então vou eu fazer a pequena dormir. 17: 55 e nada dela dormir. 18 horas, continuamos no zero. Às 18:15 ela começa a chorar desesperadamente querendo ficar acordada, fazer alguma coisa, qualquer coisa, menos dormir.
Ha-ha, por que será que é sempre assim? Por que quando programamos algo nossas crias sempre nos "traem"? rsrsrs
Tudo bem, vamos lá. Quando deu exatas 19:33 minutos ela dormiu, sim, ela dormiu! E sim, a sessão já havia sido iniciada.
Okay, nova tentativa, programamos que ela acordaria 4 horas mais tarde para mamar, então eu tinha meu tempo para o cinema. Uhu! Tem um horário às 20:50. Vamos lá. E dessa vez gente, eu consegui.
Cheguei no shopping, eu nem acreditei, eu consegui sair pela primeira vez em meses sem ter que me preocupar se tinha fralda suja, se a bebeza estava confortável, nada! Aquele era o tempo só meu! E cai entre nós mães, nós precisamos disso de vez em quando.
Eu fui bem direta, cheguei 10 minutos antes de iniciar o filme, comprei o bilhete, entrei, sentei e fiquei até o fim, e olha que o filme durou 2 horas, é tempo demais só para mim!!! Ai que delícia.
A questão é que, como sabem, sou mãe solteira, portanto não tenho um marido e nem um companheiro, ainda. Pois bem: Sabe sexta a noite? Sabe sexta a noite no shopping? Sabe sexta a noite no shopping e no cinema? Sabe então sexta feira à noite, no shopping, dentro do cinema, dois dias antes do dia internacional dos namorados? Meus DEOS!
Foi assim, terríveeeeeel! E o pior é que eu fui tipo o "centro das atenções". Por que?
Olha a gênia eu estava vendo o treiler e tinha um parte engraçada, gente eu juro que eu achei super engraçado, então o que fiz? RI! Mas ninguém achou engraçado, nossa, sabe quando o treiler para e só se escuta uma voz: a minha e ainda por cima rindo?! Pois então, os que estavam do lado olharam e alguns que estavam atrás comentaram e um idiota olhou para a minha cara (ele estava do lado com a girfriend) e imitou minha risada e ainda completou: Ai que engraçado. No maior cinismo, que sem educação!
E aí quando aparece a parte em que o menininho perde o pai eu choro! hahaha ninguém mais chorou, mas é que eu pensei na minha filha. ai que mico!
vida de mãe!solteira....

Nenhum comentário:

Postar um comentário