domingo, 14 de agosto de 2011

Homem não engravida!

Eu hoje, como sempre, acesso o meu facebook e encontro uma reportagem que é de "dá dó". Na chamada estava escrito a experiência de um jornalista que está prestes a ser pai, sua mulher está grávida de seis meses, no entanto ele escreve que é o "fulano de tal" grávido de seis meses.
Sinceramente, não sei quem inventou essa expressão e não me atrevi a procurar, mas é simplesmente incabível. Quem fica gravidA é a mulher, ponto final. Somente ela sabe o que acontece e por mais que tente explicar ele nunca entenderá. A alteração hormonal ocorre na mulher, os níveis de estresse aumentam na mulher, a frequência cardíaca, o fluxo sanguíneo, o inchaço, o filho. Tudo acontece com ela, aliás com eles, a mãe e o bebê. O pai, querendo ou não, é mero coadjuvante.
Claro que isso não significa que o pai não esteja se formando como pai ao longo dos 9 meses de gestação. Ele se forma pai a medida que vivencia a gestação, que acompanha as ultrassonografias, que vê a barriga crescer, sente o bebê mexer, compra o enxoval, alguma roupinha, apóia a amamentação e a vivencia do parto. Ele constrói o seu papel paterno todas as vezes em que seu desejo de ser pai se aprofunda ainda mais, mas nada disso lhe dá o direito de dizer que está gravidA.
Gravida sim, porque essa palavra não muda de acordo com o gênero, ela se mantém como é, único e exclusivamente porque a gravidez é um estado do corpo feminino e da sua esfera.
Estar grávida significa o inexplicável, que por mais que tentemos expressar é impossível de entender se não estiver gravida!
A gravidez, o parto, a amamentação é um momento da mulher! Claro que pode ser compartilhado, pode ser vivido pelos outros que estão a volta, mas não pode ser experienciado.
Ao invés de nos tirar até mesmo a capacidade de gestar, vivenciá-la, mas sem tomar posse dela, isso é se formar como pai. É permitir que a mulher geste seu próprio filho, sem querer se apossar dessa vivência única da mulher. Permitir que escolha a forma de parir, permitir que escolha amamentar, permitir que escolha CC.
Porque não importa o que digam, ou o quanto o homem participa da gestação da mulher, somente nós mulheres sabemos o que é estar grávida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário