quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Quero ser independente

Esses dias essa questão de independência vem rodeando minha mente.
Uma amiga minha veio me falar que é independente porque saiu da casa dos pais. Discordo, não considero isso ser independência, aliás não considero nem de longe.
É apenas uma fase, fase pela qual passei, pela qual enfrentei e que me fez amadurecer e errar demais. Isso para mim não é independência é aprendizagem, é uma etapa da vida.
Tenho uma prima a qual me orgulho muito, vivo pensando que quando crescer quero ser igual ela, se chama Valéria e ela é um grande exemplo para mim. Independente como só ela. Uma mulher maravilhosa, que se esforçou para conseguir um cargo público maravilhoso, comprar o carro do ano, vestir as melhores roupas, conhecer as pessoas mais influentes e ser a mais influente. Ela é incrível, e mora na casa dos pais, e aí? Ela é não é independente, então?
Aliás, casa dos pais que por sinal é nossa, não é mesmo? Por que falamos tanto "casa dos pais" se é a casa em que crescemos, que moramos que convivemos desde o nascimento (ou não).
Portanto esse conceito de "independência" para mim não existe.
Mas, apesar de todo esse desabafo, não era sobre esse contexto que queria falar. A independência que busco é entre eu e minha filha. Não sou louca de dizer que quero que ela tenha autonomia desde já, não é isso, mas ao contrário, quem precisa sou eu.
Quero minha cama de volta, quero dormir uma noite inteira novamente, quero pode escovar bem os dentes pela manhã e, principalmente, ter meios seios de volta! Acho que esse é o principal.
Eu amo dormir com minha filha, cama compartilhada para mim é uma ótima opção, mas cansei.
E estava conversando com outras mães que tenho o prazer de conhecer e nossa, acho que é a hora do "cansei" rsrsrs
Decidi que vou começar um desmame gradual, não natural e definitivo. Foi uma decisão que somente eu tomei. A amamentação é algo maravilhoso, mas já estava se tornando, além de cansativo (que sempre foi, apesar de tudo) desgastante. Eu estou exausta e estressada, não posso e nem quero mais continuar.
Bom, se é essa a independência que busco, então terei de fazê-la!

Nenhum comentário:

Postar um comentário