sábado, 26 de julho de 2014

Eu mereço me tornar?

Me perguntaram se eu queria ser mãe novamente. 
Ora, que pergunta engraçada, não? Já que como mãe, não tenho como deixar de ser algo que já sou para sê-la novamente. 
Por outro lado, eu entendo muito bem o que essa dúvida quer falar de verdade.
Ser mãe novamente,
Claro que quero, quero sim e muito.
Quero sentir cada contração, mas quero sentir acompanhada.
Não quero mais ter medo de acordar sozinha, após cada contração.
Quero alguém que durante cada minuto possa segurar minha mão, possa me embalar nos braços, me tranquilizar e que no fim, eu possa agradecer.
Mas, agradecer não pelo apoio, não, não somente por isso.
Quero agradecê-lo por ter me permitido gerar uma das raras e únicas jóias do mundo, NOSSO filho.
Se quero ser mãe novamente? Ser mãe novamente significa, na obviedade, ter mais um filho e, com isso, me tornar responsável por gerar, criar e eternizar mais um ser perante à humanidade.
Quero muito, e mais do que ser mãe novamente, quero um pai que oriente, que me ajude. Portanto, antes de tudo acontecer, é preciso primeiro que aquele homem mereça.
E o mérito, meus caros, é algo raro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário